HPE Simplivity
Navigation
Topo

Progra{m}aria: projeto ensina programação para mulheres

As oportunidades geradas a partir da inovação e da tecnologia têm feito do mercado de TI um alvo de constante expansão. Porém, estima-se que até 2020 o Brasil pode apresentar um déficit de mão de obra qualificada de 408 mil profissionais. Os dados são da Associação para a Promoção da Excelência do Software Brasileiro (Softex). Mesmo para quem não pretende trabalhar na área, a programação é considerada uma habilidade importante no século XXI. Tanto que vem sendo incluída nas escolas como forma de ajudar a desenvolver raciocínio lógico, criatividade e solução de problemas.

Outra questão importante é o baixo envolvimento das mulheres neste setor, que permanece altamente masculinizado. No entanto, se depender do Progra{m}aria, este cenário pode ser facilmente alterado. O projeto tem a missão de empoderar meninas e mulheres por meio da tecnologia. Assim, busca oferecer ferramentas e oportunidades para que o público feminino aprenda programação. A iniciativa tem o apoio da Intel e da CA Technologies.

 

PROGRA{M}ARIA E O UNIVERSO DA PROGRAMAÇÃO

As mulheres são maioria tanto na população do país quanto no ensino superior. Entretanto, conforme o Censo IBGE 2010, as brasileiras representam apenas 22% das turmas de Ciências da Computação. Por consequência, a falta de representatividade nas universidades interfere diretamente na presença feminina no mercado de trabalho.

A partir desta observação, um grupo de mulheres criou em São Paulo o projeto Progra{m}aria. A iniciativa surgiu do interesse de designers e jornalistas em aprender a programar. De mudar seu papel de simples consumidoras de tecnologia para se envolverem com a produção. Assim, a iniciativa tornou-se um convite para refletir, inspirar e aprender.

Além de cursos, o Progra{m}aria oferece uma seção de conteúdos com dicas e abordagens sobre linguagens de programação. Tudo para incentivar mulheres a desbravar códigos e desmistificar assuntos como HTML, CSS, JavaScript, JQuery e lógica. A motivação vem do slogan do projeto: “Aprenda a programar e transforme o mundo”.

 

Leia também:

Disrupção tecnológica exigirá requalificação profissional

Mulher em TI: como vencer num ambiente “de homens”

 

Foto: iStock/gorodenkoff
Categorias Drops