HPE OneSphere
Navigation
Topo

Mobilidade urbana: as novas tecnologias que mudarão tudo

Somente no Brasil, a frota de veículos em circulação (entre leves, ônibus, caminhões e motocicletas) ultrapassa os 65 milhões. Esse alto volume, especialmente em grandes e médias cidades, reflete-se em congestionamentos constantes e carência de vagas para estacionar. Assim, para quem vivencia tal cenário diariamente, almejar a invenção do teletransporte chega a soar compreensível. Utopias à parte, inovações mais ousadas e que há tempos habitam o imaginário humano podem estar bem próximas da realidade. Afinal, as novas tecnologias estão impactando de forma rápida e positiva muitas das questões que envolvem a mobilidade urbana. É o caso de Waze, do Uber e até dos apps que gerenciam o aluguel de bicicletas nas cidades. A partir de agora, as mudanças caminham para evoluções ainda mais disruptivas para qualificar centros urbanos como cidades inteligentes.

 

O FUTURO (PRÓXIMO) DA MOBILIDADE URBANA

 

Carros autônomos

Os avanços em programação e desenvolvimento de softwares estão tornando os carros autônomos cada vez mais próximos, inteligentes e seguros. Tudo isso com o auxílio da Inteligência Artifical e do Big Data. A transformação digital vivida na indústria automotiva vem sendo testada por diversas empresas. Mesmo assim, muitas pessoas assumem ter medo de viver esta experiência em função de alguns percalços já noticiados.

Recentemente, os responsáveis pelo software Drive.ai divulgaram a oferta de caronas gratuitas em seus carros autônomos. O trajeto será desenvolvido em Frisco, no Texas, entre escritórios e lojas de varejo. Outra atividade semelhante deve ser realizada até o fim do ano pelo Waymo (leia-se Google). Na ocasião, deverá ser lançado um serviço pago na área de Phoenix. Embora seja difícil precisar quais desses conceitos serão bem-sucedidos, certamente pelo menos um deles contribuirá para modificar o cenário de mobilidade ubana.

 

Carros voadores

De carros híbridos, como o PAL-V Liberty e Pop.Up, até motos voadoras encomendadas pela polícia de Dubai. Diversas são as startups no Vale do Silício que têm trabalhado duro para trazer seus protótipos à realidade. Entre elas estão a Joby Aviation, Zee Aero e Kittyhawk. Outras grandes empresas – como Uber, Boeing e Airbus – estão igualmente empenhadas na questão. A Uber, inclusive, tem atuado em parceria com a Nasa numa meta bastante ambiciosa. A ideia é que, a partir dos próximos cinco anos, o aplicativo permita reservar viagens comerciais em táxis voadores.

 

Hyperloop e túneis urbanos

Em se tratando de transporte coletivo e moblidade urbana, o Hyperloop é outro projeto promissor na área da inovação. Trata-se de um “trem” superveloz formado por cápsulas herméticas que levitam num túnel de baixa pressão. Com capacidade para atingir até 1.200 km/h, ele poderá cumprir uma viagem de Orlando a Miami em menos de 30min.

Nesta mesma linha de alta velocidade apresenta-se o sistema de túneis subterrâneos da The Boring Company. Semelhante a um metrô, o projeto deve formar uma espécie de malha viária abaixo do solo. Nela, os veículos viajariam sobre plataformas em “trilhos” distribuídos em diferentes camadas de túneis a velocidades de até 200 km/h.

 

Ilustração: iStock/Petmal
Categorias Drops