HPE Simplivity
Navigation
Topo

Lua vai receber rede 4G para facilitar transmissões de vídeo

Cinquenta anos depois de pisar na lua, o homem planeja implementar no satélite natural uma pioneira rede de comunicação 4G. O objetivo é permitir a transmissão em alta definição da paisagem lunar para a Terra. A ideia faz parte de um projeto para apoiar a primeira missão ao corpo celeste financiada de forma privada. A ação será apoiada pela Vodafone Germany, que fabrica equipamentos de telefonia celular, e a montadora Audi. As empresas também estão trabalhando em conjunto com a PTScientists, um grupo de cientistas e engenheiros voluntários de Berlim.

Conforme a Vodafone, a Nokia foi escolhida para desenvolver uma rede de nível espacial cujo hardware seria pequeno e leve. O peso estimado é inferior ao de um saco de açúcar. A previsão é de que já em 2019 o projeto seja lançado de Cabo Canaveral, base da SpaceX na Flórida. A escolha pela rede 4G deve-se ao fato de que as redes 5G seguem em estágio de testes. Assim, ainda não são consideradas suficientemente estáveis para garantir bom funcionamento no espaço lunar.

 

4G ESPACIAL

Conforme cientistas da PTScientists, a rede 4G possibilitará o envio à Terra de imagens em alta definição registradas por sondas. Atualmente, isso não é possível em razão da grande quantidade de energia exigida pelo processo. Mas, diferentemente das sondas espaciais utilizadas hoje, a base lunar 4G contará com muita energia para receber e enviar imagens. A expectativa é de que essa rede de dados permita transmissões ao vivo da lua para a Terra em HD.

Ao que tudo indica, a internet disponibilizada do espaço poderá ser uma nova moda nos negócios. Parceira do projeto de rede 4G, a SpaceX, de Elon Musk, enviou recentemente dois minissatélites para o espaço. A iniciativa deu início aos testes do Starlink, um projeto ambicioso para prover internet de baixo custo em toda a Terra. Ao todo, quatro mil minissatélites e algumas bases terrestres devem integrar o sistema. A previsão é de que o Starlink entre em operação até a metade de 2020. Pouco tempo depois, portanto, da instalação da primeira rede 4G lunar.

 

Imagem: iStock/Helen_Field
Categorias Drops