HPE Simplivity
Navigation
Topo

Inteligência Artificial será usada para monitorar saúde de vacas

Já faz algum tempo que o chamado Big Data vem sendo utilizado nos mais diversos campos. Inclusive literalmente, como no aplicativo desenvolvido pela startup de Danilo Leão. A partir de um smartphone e associado a balanças, leitores e sensores, o BovControl tornou-se aliado da gestão de rebanhos. Na esteira desse tipo de tecnologia, a Inteligência Artificial também ganha cada vez mais atenção no meio rural.

Um bom exemplo é o reconhecimento facial. Utilizado em aeroportos, campos de futebol e escolas de ensino fundamental, o sistema já começa a figurar em estábulos. Isso porque a gigante alimentícia Cargil planeja empregar essa tecnologia, ainda em 2018, para reconhecer vacas individualmente. Trata-se de um projeto-piloto realizado em parceria com a irlandesa Cainthus. Segundo as empresas, o objetivo é unir a Inteligência Artificial e a tecnologia de reconhecimento facial para monitorar os rebanhos. Com a identificação pelo rosto, serão analisados comportamento, padrões alimentícios e a saúde geral dos animais. Depois de reunidas, as informações geram alertas instantâneos enviados diretamente aos fazendeiros responsáveis.

 

COMO A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL PODE FACILITAR O PROCESSO

Em vez de instalar câmeras nas áreas de alimentação dos animais, a inteligência artificial será utilizada para ir além. Com a tecnologia, será possível identificar o rosto das vacas e determinar o que elas estão sentindo. Para tanto, serão usados parâmetros de uma base de dados de comportamentos típicos. Assim, algoritmos poderão sinalizar qualquer mudança. Por exemplo: animal se alimentando ou bebendo menos, movendo-se mais lentamente, ou alterações de peso.

Segundo a companhia, a Inteligência Artificial poderá detectar de forma preventiva possíveis problemas de saúde das vacas. Com esta antecipação, os fazendeiros poderão ajustar horários de alimentação e ainda economizar dinheiro. Apesar da vigilância biométrica ser mais comum como método de segurança, rapidamente está se tornando parte da indústria alimentícia. Fomentada pela Inteligência Artificial, a tecnologia poderá definir como as empresas cuidam de seus rebanhos e, consequentemente, o que os humanos estão consumindo.

 

Foto: iStock/alffoto
Categorias Drops