HPE OneSphere
Navigation
Topo

Disrupção tecnológica exigirá requalificação profissional

Recentemente, a disrupção tecnológica e o futuro do mercado de trabalho foram alvo de estudo realizado pelo Fórum Econômico Mundial. Os resultados de “Towards a Reskilling Revolution: A Future of Jobs for All” foram divulgados no fim de janeiro. Na ocasião, a chamada 4ª Revolução Industrial esteve entre os assuntos da 48ª reunião anual do Fórum, em Davos (Suíça).  Conforme a pesquisa, 15 países líderes da economia global deverão perder cinco milhões de empregos até 2020. O estudo também aponta que o público feminino será o mais afetado com a perda dos postos de trabalho. Estimativa essa que poderá aumentar ainda mais a desigualdade salarial entre homens e mulheres. No entanto, existe um contraponto. Conforme esta pesquisa do Gartner, a tecnologia poderá eliminar milhões de empregos, de fato. Mas, simultaneamente, deverá criar um número superior de vagas.

 

COMO A DISRUPÇÃO DEVE APRIMORAR A CAPACITAÇÃO PARA OS EMPREGOS

O estudo do Fórum Econômico Mundial também aponta que 95% dos trabalhadores impactados pela disrupção conseguirão um novo emprego. Porém, será preciso investir em processos de requalificação. Ou seja, a solução será adotar programas massivos de melhoria e aprendizagem de novas competências. Dessa forma, por exemplo, 96% dos 1,4 milhão de norte-americanos que terão suas funções automatizadas obterão novos empregos até 2026. Ainda conforme a pesquisa, apenas 2% dos trabalhadores teriam boas oportunidades sem um programa de aprendizagem – e 16% ficariam desempregados.

Para que não haja reversão em todas as conquistas dos últimos anos, as mulheres terão de se “aventurar” ainda mais. Segundo o estudo do Fórum, dos empregos perdidos com o avanço tecnológico, 57% serão de vagas atualmente ocupadas por elas. A explicação está no fato de que os homens ainda são maioria absoluta nas vagas da indústria tecnológica de ponta. Assim, mesmo em áreas como a Educação e a Saúde, as mulheres poderão seguir ausentes dos postos de liderança.

 

Ilustração: iStock/chombosan
Categorias Drops