HPE Simplivity
Navigation
Topo

Qual a sua responsabilidade com a própria carreira?

Por Silvio Celestino*

Carreira profissional é uma construção. Quando um profissional acha que chegou lá porque conseguiu um certificado, ele confunde o fim com o princípio da carreira. Ter um certificado é o começo, não a finalidade de uma carreira. Não é à toa que vejo muitos profissionais inseguros, que, inadvertidamente, têm enriquecido empresas e pessoas que lhes prometem “o curso”, “o método” e, é claro, o certificado definitivo para seu sucesso na carreira. Mas ele nunca chega.

Se sua carreira é uma construção, você precisa saber em que terreno deverá construí-la. Sua área de atuação é – e continuará a ser – muito valorizada? Uma empresa possui planos, em geral, para os próximos cinco anos. Se você começar a trabalhar aos 17 e viver até os 90, deverá ter um plano que o sustente por, pelo menos, 73 anos. Portanto, comece a estudar a respeito da história de sua área de atuação. Em que momento está e quais os futuros prováveis.

Estudar é a infraestrutura de sua carreira. É o estudo que lhe dará sustentação ao longo dela. Hoje, as escolas não têm condições de formar adequadamente os profissionais que as empresas e o País precisam. E essa é uma vantagem para você, caso descubra o que estudar e, principalmente, o que ler. É claro que não estou me referindo a Wikipédia e sites tradicionais de notícias. Você precisa de um mentor qualificado para isso, e esse é um grande problema no Brasil. Há falta de bons mentores e de líderes.

E isso também é uma excelente oportunidade para você. Afinal, como toda construção, sua carreira tem de crescer. Para isso, primeiro procure ser especializado em sua área de atuação. Mas não se esqueça de adquirir conhecimentos para a liderança. O que se espera de um profissional, conforme se aproxima dos 40 anos de idade, é que seja capaz de se responsabilizar por pessoas e negócios.

 

CARREIRA E LEGADO

Portanto, cuidado para não se especializar demais em questões técnicas, pois você tem de ser um conhecedor estratégico de sua área: para onde ela vai? Como impactará os mercados? Quais são os desafios e as oportunidades estratégicas que existem para sua carreira e para a empresa em que trabalha?

Por último, sua carreira tem de ter um significado. É difícil olhar para o Rio de Janeiro e não perceber o Cristo Redentor. Do mesmo modo, sua carreira tem de ser marcante, relevante e inspiradora. E, para isso, você deve pensar na obra completa. Ou seja, ao fim de sua vida, quais pessoas terá influenciado? Quais lutas terá travado para si, sua empresa e o País? Qual será o seu legado? Tenha a coragem de viver por ele e orgulhar-se dele. Ele será a sua história: faça valer a pena!

 

*Silvio Celestino é autor do livro “O Líder Transformador: Como transformar pessoas em líderes” e sócio-fundador da Alliance Coaching. Twitter: @silviocelestino.

 

Imagens: 1. iStock/z_wei
Categorias Opinion