HPE OneSphere
Navigation
Topo

Bússola Eleitoral: projeto quer facilitar escolha de candidatos

Transporte, alimentação, hospedagem, turismo, educação, entretenimento e muitas outras áreas já foram impactadas por inovações oportunizadas pela tecnologia. Agora, depois das urnas eletrônicas, mais uma etapa do processo eleitoral pode ser potencializada pela inovação. Por meio de uma campanha de financiamento coletivo, jovens brasileiros tentam lançar uma plataforma para auxiliar eleitores em suas escolhas. Utilizando Inteligência Artificial, a ferramenta mostra, entre os candidatos, quais os que melhor correspondem às ideologias do cidadão. Assim, a ideia é descobrir e avaliar candidaturas nas eleições proporcionais de 2018 para deputados(as) federais, estaduais e distritais. Contudo, para “também sair do papel”, a iniciativa precisa arrecadar aproximadamente R$ 40 mil até o dia 31 de agosto.

Conforme os idealizadores, a Bússola Eleitoral tem o objetivo de promover o empoderamento dos cidadãos através da informação. Afinal, só em 2014 foram 21.996 candidaturas às Casas Legislativas no Brasil. Com base nessa soma, fica fácil perceber que conhecer todas as opções de voto não é nada simples. No entanto, fazer uma boa triagem pode representar o melhor caminho. Para tanto, a Bússola Eleitoral quer oferecer um repertório de informações organizado e de fácil acesso à população. Dessa forma, apresenta-se como alternativa tecnológica para facilitar o encontro entre candidatos e eleitores.

 

A PROPOSTA DA BÚSSOLA ELEITORAL

Caso receba o apoio necessário estipulado no Catarse, o projeto Bússola Eleitoral poderá contribuir com a democracia brasileira. Convidados a participar da plataforma, todos os partidos políticos poderão incentivar seus candidatos para que respondam um abrangente questionário. Assim será possível mapear seus valores e prioridades durante a campanha eleitoral. Por sua vez, os eleitores serão submetidos a perguntas simples e didáticas. Suas respostas orientarão a criação de um mapa. Nele, o cidadão poderá ver as candidaturas que mais correspondem às suas prioridades. Ao mesmo tempo, também ficará livre para navegar pelo site e descobrir mais sobre candidatos com opiniões divergentes.

Apesar da lógica ser parecida, os idealizadores afirmam que a ferramenta não realizará “matches”, expressão popular em aplicativos de encontros. Eles também deixam claro que a plataforma não será capaz de tomar a decisão de voto no lugar do usuário. Ela apenas deverá auxiliar na divulgação de ideais e posições políticas daqueles que concorrerão ao pleito.

 

 

Leia também:

Investindo contra “fake news”, Facebook admite lucro menor

Coloque a Inteligência Artificial a serviço da Ciência de Dados

Canadá testa ferramenta de IA para reduzir índices de suicídio

 

Imagens: 1. iStock/XtockImages | 2. Bússola Eleitoral/Divulgação
Categorias Drops