HPE OneSphere
Navigation
Topo

Saúde: cientistas criam adesivo que ajuda a queimar gordura

Consumir todos os seus alimentos preferidos, sem ter de se preocupar com o ganho de peso. Esse é um sonho compartilhado entre muitas pessoas. No entanto, não é exatamente assim que funciona. Na maioria dos casos, basta um pequeno desvio da dieta para que sejam acumulados aqueles quilinhos a mais. E ainda mais importantes do que a estética são as questões de saúde.

Para manter um corpo saudável e dentro dos próprios ideais estéticos é preciso combinar bons hábitos e exercícios físicos. O apoio médico também é importante, sobretudo nos casos que envolvam uso de medicamentos ou requeiram procedimentos cirúrgicos. Nesse contexto, fugir de promessas e receitas milagrosas é a principal recomendação. No entanto, uma pesquisa desenvolvida por cientistas de Singapura pode oferecer uma solução ao mesmo tempo “mágica” e confiável.

 

UM ADESIVO PARA QUEIMAR GORDURA

Cientistas desenvolvem adesivo que ajuda a queimar gordura

Cientistas da Nanyang Technological University (NTU) de Singapura desenvolveram um adesivo capaz de queimar gordura corporal. Dotado de microagulhas, o pequeno artefato transforma gorduras de armazenamento de energia em gorduras que queimam energia. De espessura mais fina do que um fio de cabelo, essas microagulhas são carregadas com medicamentos.

Depois de pressionado contra a pele por cerca de dois minutos, o adesivo já pode ser removido. Isso basta para que suas microagulhas se encaixem na pele e passem a, pouco a pouco, se degradar. Com isso, as moléculas do medicamento migram paulatinamente para a gordura de armazenamento existente embaixo da pele. É ali que a “mágica” acontece, e o organismo acaba por queimar gordura sem esforço. Os primeiros testes foram realizados em ratos e alcançaram resultados bastante promissores.

Alimentados com uma dieta rica em gordura, os animais apresentaram redução no ganho de peso e de massa gorda em mais de 30%. Os ratos tratados também apresentaram níveis significativamente mais baixos de colesterol e ácidos graxos do que os camundongos não tratados. A experiência foi realizada ao longo de quatro semanas.

Segundo os cientistas, o protótipo do adesivo teve custo material pouco superior a R$ 11,00. Indolor, discreto e acessível, o produto pode se tornar um importante aliado contra a obesidade. Afinal, além de reduzir a quantidade de medicamentos dos pacientes, também deverá minimizar os efeitos colaterais desse tipo de tratamento.

 

Leia também:

Cientistas formulam pílula que aumenta a resistência física

Balança com recursos “smart” é aliada na busca de objetivos

Nanotecnologia: colírio poderá substituir os óculos de grau

 

Fotos: 1. iStock/edwardolive | 2. NTU Singapore/Divulgação
Categorias Drops