HPE Simplivity
Navigation
Topo

Robô Advogado oferece conselhos jurídicos gratuitos

Conhecer seus direitos e tê-los respeitados deveria ser algo simples para qualquer cidadão. Na prática, porém, entender tantas leis e enfrentar a burocracia acaba sendo um processo complicado para muita gente. Pensando nisso, um estudante dos EUA criou um sistema de inteligência artificial que, em casos simples, pode dispensar a consulta a especialistas. Apelidado de Robô Advogado e tido como o primeiro do gênero no mundo, o DoNotPay foi desenvolvido por um britânico. Inicialmente, a ideia de Joshua Browder era ajudar motoristas a apelar contra multas de trânsito. No entanto, o sucesso do sistema garantiu que a tecnologia fosse expandida tanto em território quanto em área de atuação.

Quando ainda atendia apenas casos de Nova York e Seattle, o sistema venceu mais de 375 mil contestações relacionadas a estacionamento em locais ilegais. Após o processo de expansão, o Robô Advogado passou a garantir auxílio legal para imigrantes em busca de asilo nos EUA e no Canadá.

 

MAS COMO FUNCIONA O ROBÔ ADVOGADO?

O Robô Advogado funciona como um chatbot – programa de computador que simula o comportamento humano em conversações com usuários. Seu funcionamento é relativamente simples. Basta que o interessado acesse o DoNotPay e explique seu problema através de uma janela de bate-papo. Em seguida, o Robô Advogado faz algumas perguntas para entender melhor a situação e oferece conselhos. Ele aponta procedimentos que devem ser realizados e até gera protocolos para serem encaminhados à Justiça.

Conforme o criador, Joshua Browder, a expansão do sistema representou um grande desafio. Isso porque as leis variam, nos EUA, dependendo de cada estado. A solução foi criar robôs que detectam a localização do usuário para oferecer o auxílio adequado. Browder acredita que o Robô Advogado tenha grande impacto na vida das pessoas, especialmente para quem vive em vulnerabilidade social. Segundo ele, o segmento legal é uma indústria de mais de US$ 200 bilhões. Além de torná-lo gratuito às pessoas que precisam, também ajuda o governo a economizar tempo e dinheiro.

 

Foto: iStock/ne2pi
Categorias Drops