HPE Simplivity
Navigation
Topo

Priorizando projetos de Tecnologia da Informação

Por Daniel Henrique Battistelo*

A velocidade com que as transformações ocorrem impõem às organizações o desafio de desenvolver projetos que criem benefícios alinhados ao planejamento estratégico da empresa. No entanto, toda organização possui recursos finitos, sejam humanos, materiais ou financeiros – e com isso nasce a necessidade de priorizar os projetos mais importantes. Logo, surge a dúvida: como priorizá-los?

Nesse processo destacam-se três etapas fundamentais:

1) Definição dos critérios: estes auxiliarão no processo de identificação de quais projetos devem ser iniciados (ou mesmo cancelados!). O objetivo é atuar como um “filtro”. Como exemplo, destaca-se o Tempo de Retorno (Payback), a Taxa Média de Retorno e o Valor Presente Líquido. Avalie também os benefícios gerados por cada projeto e como estes potencializam a organização no cumprimento dos seus objetivos estratégicos de curto, médio e longo prazo. Considere ainda os riscos gerados por cada projeto e aspectos organizacionais como o comprometimento das partes interessadas e a disponibilidade de pessoas. Por último, avalie o prazo e a complexidade de cada projeto. Em tempos de crise, executar projetos rápidos, com baixos riscos, baixos investimentos e altos retornos é o desejo de todo gestor.

2) Importância relativa dos critérios: nessa etapa, um comitê deve decidir quais critérios selecionados são mais importantes em relação aos outros. Aqui cabe um ponto de atenção, pois, como o planejamento da organização pode mudar devido a inúmeros fatores externos ou internos, a importância dos critérios também deve ser alterada. Dependendo da estratégia da companhia, critérios financeiros podem ser mais importantes em detrimento dos benefícios. Nessa etapa é fundamental a participação da alta gestão!

3) Interdependência entre os projetos: analise a dependência que um projeto possui em relação ao outro. Em determinadas ocasiões, é vantajoso executar determinado projeto antes de outro, diminuindo os custos e evitando retrabalho.

Executando essas três etapas alinhadas a um método – como o AHP (Método de Análise Hierárquica) – ou mesmo utilizando uma planilha Excel, as chances de sucesso, devido aos projetos certos terem sido executados, aumentarão muito, melhorando o desempenho, a produtividade da organização e aumentando a contribuição da TI para o sucesso da empresa.

 

*Daniel Henrique Battistelo é coordenador de TI do Grupo Sazi

 

Ilustração: ©iStock.com/Pinkypills

 

Categorias Opinion