HPE Simplivity
Navigation
Topo

O mundo é plano: como a globalização achatou o planeta

A globalização é um processo econômico e social que aproxima até mesmo os países mais distantes. Ela mudou a forma como as pessoas se comunicam, se conectam e se envolvem uns com os outros. Afinal, hoje é fácil conversar com gente de qualquer País, comprar produtos do exterior e ter notícias atualizadas do mundo inteiro. Há algum tempo, nada disso era possível. Longe de teorias conspiratórias, não é difícil perceber que o mundo é plano. Isto é, a globalização nivelou a competição entre os países industrializados e emergentes.  

Até pouco tempo, eram os livros de história que contavam as coisas ocorridas no passado. Mas pense nas coisas que aconteceram nos últimos anos e em como elas serão tratadas à frente. Que fatos serão mais destacados? Os ataques ao World Trade Center e ao Pentágono? A guerra do Iraque? Ou a convergência midiática? A verdade é que muitos acontecimentos transformaram o mundo no que as pessoas são hoje: conectadas. 

É sobre isso que o jornalista Thomas L. Friedman fala no livro “O mundo é plano – uma breve história do século XXI” (Objetiva, R$69,90). Com bons exemplos de globalização e do achatamento dos mercados mundiais, ele aborda o assunto de forma didática. Para ilustrar, Friedman usa relatos de viagens pessoais por diferentes continentes, incluindo reuniões com executivos de grandes corporações. 

 

A GLOBALIZAÇÃO E O ACHATAMENTO DO PLANETA

Na opinião do autor, a globalização e a convergência midiática influenciam muito nesse nivelamento. Ele acredita que o uso dos computadores pessoais e o crescimento da sistematização dos processos de trabalho também são responsáveis pelo achatamento. Em sua obra, diferencia a Globalização 1.0, 2.0 e 3.0.

Na Globalização 1.0, os governos e corporações eram os protagonistas. Na segunda versão, as companhias multinacionais conduziam a integração global. E a 3.0 corresponde à globalização atual, em que todos estão conectados. 

 

o mundo é plano

Edição de bolso da obra

DEZ FORÇAS NIVELADORAS QUE AGEM PARA DEFINIR QUE O MUNDO É PLANO

Para organizar os conceitos, Friedman utiliza listas. Uma delas apresenta 10 itens que ele considera responsáveis por nivelar o mundo. São elas: a queda do muro de Berlim, o Netscape, softwares de fluxo de trabalho, código aberto, outsourcing, offshoring, cadeia de fornecimento, insourcing, informação e esteroides. O autor conta como, a partir do que chama de “dez forças que achataram o mundo”, a Tecnologia da Informação democratizou a comunicação para todos e tornou o mundo plano.  

Este livro foi indicado na edição impressa da revista IT Management #11 pelo CIO de Infraestrutura das Farmácias São João, Felipe Goulart.

 

Foto: 1.iStock/cofotoisme | 2. Saraiva/Divulgação

Salvar

Salvar

Categorias Business Upgrade
Tags livros