HPE OneSphere
Navigation
Topo

Quer viajar? Conheça o melhor “hack” para pagar mais barato

Muitas são as receitas e truques para viajar com economia, mas nem todas são realmente práticas ou estão ao alcance da maioria dos interessados em embarcar rumo à tão aguardada viagem de férias. Sites de comparação de preços prometem a melhor tarifa em passagens aéreas e reservas de hotéis, enquanto alternativas como o Airbnb e o Couchsurfing abrem novas possibilidades de hospedagem, provocando uma verdadeira disrupção na forma tradicional de viajar. O primeiro, para quem não conhece, volta-se ao aluguel de quartos, casas, apartamentos e até motor-homes direto com os proprietários. Já o Couchsurfing é uma plataforma em que anfitriões abrem suas casas a outros usuários, emprestando o sofá (couch, em inglês) para que esses viajantes passem a noite.

Você já deve ter ouvido falar, também, a respeito de cursos e apostilas que ensinam estratégias voltadas ao superaproveitamento dos programas de milhagem das companhias. Há histórias realmente surpreendentes – como a de Chris Guillebeau, que visitou nada menos que todos os países do mundo com o uso otimizado de milhas aéreas. Foco, dedicação e muita disciplina podem conduzir a resultados parecidos, mas nem todo mundo se dispõe a passar por todos os estágios de aprendizado e de prática necessários – principalmente quando se quer apenas passar umas boas férias em algum lugar legal e, de preferência, pagando a menor tarifa possível.

 

AS MELHORES DATAS PARA COMPRAR E VIAJAR

viajarComprar passagens aéreas numa terça-feira é outra dica conhecida entre os mochileiros – e ela realmente tem base científica: estatisticamente, os bilhetes costumam ser mais baratos às terças-feiras, fazendo delas, em tese, o melhor momento para efetuar sua reserva. Na prática, porém, há uma série de fatores que fazem o valor da tarifa flutuar (às vezes, em questão de horas entre uma consulta e outra ao sistema da companhia aérea), então a tática das terças-feiras não é infalível, embora as probabilidades sejam favoráveis.

Mais decisivo que o dia de aquisição dos seus tíquetes deverá ser a data dos voos em si. Como a imensa maioria das pessoas trabalha de segunda a sexta, a demanda por viagens aos finais de semana é superior à procura por assentos em voos em dias úteis. Um final de semana prolongado, porém, pode estar ao alcance de mais gente, então segundas e sextas-feiras às vezes apresentam tarifas tão caras quanto as dos sábados e domingos. Voos às terças, quartas e quintas costumam ser ofertados a preços mais convidativos – e os aeroportos ficam menos lotados nesses dias também!

 

viajar

COMPRANDO NA WEB

A possibilidade de comprar passagens e reservar quartos de hotel pela internet revolucionou o mercado, especialmente para quem se sente confortável em resolver tudo por conta própria, sem o suporte de um agente de viagens especializado. O eixo de poder moveu-se para as mãos do consumidor, que agora não necessariamente depende de apoio externo – embora, em muitos casos (como, por exemplo, quando o país de destino exige obtenção prévia de visto), o auxílio de um profissional ainda possa fazer a diferença, poupando tempo e prevenindo complicações.

O que poucos percebem, entretanto, é que os sites de venda de passagens aéreas ou reservas de hotel possuem tecnologias capazes de interpretar os desejos de seu consumidor potencial. Utilizando cookies e uma série de ferramentas de relacionamento, essas páginas web “sabem” seus destinos preferidos, a época pretendida para a viagem e muito mais sobre você. Tudo com base na análise de seu comportamento on-line. Assim, quando você finalmente decide comprar a passagem que “namorou” por semanas a fio, assistindo à oscilação do preço durante o período, a probabilidade de obter a melhor tarifa já é praticamente nula – pois o site sabe que você está seriamente interessado no produto. O mesmo vale para quartos de hotel.

 

A ESTRATÉGIA QUE FUNCIONA

Existe um pequeno “hack”, entretanto, com capacidade para driblar a inteligência dos sites – e você provavelmente sabe como fazer isso, mesmo que não tenha se dado conta até hoje das vantagens trazidas pelo método. Sim! Basta realizar suas buscas de destinos e pesquisas de preços on-line em modo privado (também conhecido como anônimo ou incógnito) – uma função que todos os navegadores web oferecem.

No Microsoft Edge, que acompanha o Windows 10, e no seu antecessor Internet Explorar, a navegação incógnita chama-se “InPrivate” e pode ser ativada a partir do atalho Ctrl+Shift+P (o mesmo do Mozilla Firefox). Já usuários do Chrome podem abrir uma nova aba de navegação anônima por meio do atalho Ctrl+Shift+N.

Pronto! Você acaba de deixar os sites de comércio eletrônico um pouco mais burros…

 

Fotos: 1. iStock/peshkov | 2. iStock/Fly_dragonfly | 3. iStock/nidwlw

Salvar

Categorias Lifestyle