HPE Simplivity
Navigation
Topo

Startup desenvolve purificador de ar à base de algas

Aliando as propriedades fotossintéticas de algas à tecnologia da microfluídica (que torna processos bioquímicos mais rápidos e eficientes), uma startup de biotecnologia está investindo na criação de um dispositivo que transforma dióxido de carbono em oxigênio. Idealizado para ambientes fechados, o produto é o mais próximo que se pode chegar de ter árvores dentro de casa ou do escritório, dispensando o espaço que elas ocupariam.

Segundo a empresa Artveoli, responsável pelo desenvolvimento, com a microfluídica é possível aumentar a eficiência da fotossíntese das algas, permitindo que uma unidade tenha impacto suficiente para gerar ar puro para uma sala. De acordo com a cofundadora da startup, Alina Adams, para manter o purificador em funcionamento ao longo do tempo, bastará reabastecê-lo de algas, num processo semelhante ao que se faz com cartuchos de impressoras.

A ideia da Artveoli é começar a fabricar o primeiro produto neste ano e lançá-lo oficialmente já em 2017.

Foto: Divulgação/Artveoli
Categorias Drops