HPE OneSphere
Navigation
Topo

Poucas desculpas são realmente válidas. Pense nisso!

Por Bel Pesce*

Em certos momentos, algumas histórias parecem piadas. Às vezes, transformamos as desculpas que criamos para nós mesmos em verdades absolutas. No entanto, eu gostaria de instigar as pessoas a tentar entender que pouquíssimas dessas desculpas são realmente válidas – e acho que algumas histórias de superação nos mostram isso.

Esses dias, vendo algo com o maestro João Carlos Martins – acredito que muita gente conheça a sua história – eu fiquei pasma. Tive a chance de conversar com ele e saber detalhes a respeito das 22 cirurgias pelas quais já havia passado. Muitas delas, obviamente, envolveram sua mão e outras partes tão importantes das quais ele dependia para seguir adiante com sua paixão de vida: tocar piano. Ele superou tudo e sua história é fantástica.

Quando escuto esses exemplos, vejo que essas pessoas ainda estão na ativa com uma paixão ardente pelo fazem, sem ver como obstáculo coisas que para muitos seria uma daquelas desculpas válidas. “A minha vontade de fazer o que eu amo é muito maior do que a dor”, me disse o maestro. E foi o que o fez superar todos os processos, no piano, como maestro, na música, na vida. Isso me fez pensar como desistimos facilmente, às vezes, ou até mesmo desistimos por um fator que achamos que é real, mas não é. Em função daquela desculpa que não é válida.

Por isso, eu convido você a refletir sobre suas desculpas, sobre as justificativas que dá para as coisas que não fez. E, a partir de agora, sempre que for dar uma desculpa, escute, analise o que você está falando e veja se é válido. Aposto que, pelo menos em alguns momentos, não será.

 

*Bel Pesce é empreendedora e fundadora da FazINOVA

 

Ilustração: ©iStock.com/Kostyantyn Kostenko
Categorias Opinion