HPE OneSphere
Navigation
Topo

Método de gestão sugere eliminar o “não essencial”

EssencialismoIdentificar o que é vital e eliminar todo o resto, a fim de que se possa dar a maior contribuição possível àquilo que realmente importa. Esta é a base do método ensinado no livro “O essencialismo” (Sextante, R$ 29,70), de Greg McKeown. Mais do que uma estratégia de gestão de tempo ou uma técnica de produtividade, o autor apresenta uma nova forma de encarar a vida, equilibrando trabalho e vida pessoal.

Para McKeown, não basta recusar solicitações de maneira aleatória. É preciso abolir o “não essencial” e o desperdício de tempo. Ou seja, aprender a reduzir, simplificar e manter o foco nos objetivos. É fundamental decidir onde concentrar seu tempo e sua energia, evitando que terceiros – chefes, colegas e até familiares – decidam por você.

Conforme a tese defendida no livro, tarefas que não aproveitam seus talentos (assim como compromissos assumidos “só para agradar” os outros) significam abrir mão de seu poder de escolha, perdendo de vista o que importa verdadeiramente. O essencialista toma as próprias decisões – e só entra em ação se puder fazer a diferença.

Fotos: 1. Pixabay | 2. Divulgação/Sextante
Categorias Business Upgrade