HPE Simplivity
Navigation
Topo

Árvores que “acendem” poderão iluminar cidades

Pode soar um tanto quanto utópico (e, de fato, ainda é), mas o sonho maluco de iluminar cidades à noite com árvores luminescentes tem, sim, fundamentos sólidos. A ideia é do designer holandês Daan Roosegaarde, que se apaixonou pela biomimética – área da ciência que busca imitar modelos da natureza para resolver problemas.

O princípio é simples: se determinadas bactérias marinhas possuem a capacidade de brilhar no escuro, por que não aprender com isso e modificar o DNA de árvores para que se comportem de maneira semelhante, tornando-se “postes de iluminação naturais”?

Além do viés sustentável, defende Roosegaarde, as cidades teriam um enorme ganho estético ao migrar para a bioiluminação. O projeto baseia-se no trabalho do cientista Alexander Krichevsky, que comanda a empresa Bioglow (bioglow.us) – pioneira no desenvolvimento de plantas que emitem luz própria. Basicamente, o método combina os DNAs de bactérias marinhas luminescentes e de plantas comuns, gerando espécimes terrestres capazes de brilhar no escuro.

Foto: Divulgação/Bioglow
Categorias Drops